segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

PASTORES-LOBOS

PASTORES-LOBOS

Por teólogo VAldemir Mota de Menezes

Devemos estar atentos com aqueles líderes cristãos que estão evangelizando apenas visando o lucro financeiro. Fazendo do Evangelho, um meio de ganhar a vida. Estes além de tirarem a pele das ovelhas, também vendem a sua carne, para enriquecerem.


video

domingo, 5 de dezembro de 2010

ESCRAVIDÃO

A escravidão não foi proibida por Deus na Bíblia, Javé até regulamentou-a e tornou-a mais suportável e humana. Descubra as razões porque Deus não foi contra a escravidão e qual o conceito bíblico de escravidão.





















quarta-feira, 3 de novembro de 2010

PERSPECTIVA BIBLICA DEL LIDERAZGO




Notas para una conferencia por el Rev. Dr. Pablo A. Jimenez.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

LIDERAZGO CRISTIANO JUVENIL

Razones por las cuales no podemos aceptar que el mundo cambie, por que si; sin saber a donde va sin Dios


sexta-feira, 7 de maio de 2010

SETE ATRIBUTOS DA LIDERANÇA

O texto abaixo de Herrera foi extraido na íntegra do site http://life.halcode.com/archives/2008/04/13/the-7-attributes-of-leadership/:

Quando eu tiver que contratar alguém para qualquer cargo na minha empresa, eu sempre prestar atenção ao abaixo discutidos sete atributos, porque sempre se esforçar para contratar pessoas com traços de liderança (Mesmo quando o trabalho não é a posição de uma chave de gestão.) Eu quero sempre as melhores pessoas, não importa o tamanho, complexidade ou a responsabilidade do trabalho. Eu sei que, como o tempo passa, os grupos de trabalhadores com características de liderança executar e coordenar muito melhor do que as pessoas simples. E o assistente de novo hoje pode tornar-se um diretor espero muito importante em alguns anos.

Além do mais, eu prefiro o democrático (Também referida como participativa) O estilo de liderança: neste caso, o líder oferece orientação ao grupo, mas também participe no grupo, e promove o feedback de outros membros. Note que este estilo não é incompatível com a visão de todos em um grupo agindo como um líder! O estilo democrático é também adequada para os ambientes moderna e dinâmica, pois permite lidar com as circunstâncias em rápida mutação. Outros estilos, como lideranças autoritárias ou delegativa, são muito prejudiciais e obsoletos.



Concretamente, estes são os sete atributos Espero que meus funcionários tenham:

1. Solidariedade: Um líder respira através de seu grupo. Um verdadeiro líder sabe como trabalhar em grupos, E deve tentar compreender os problemas dos outros trabalhadores. Em grupos de som, a solidariedade entre os membros é uma relação simétrica. A solidariedade é o primeiro passo para um líder deve tomar a fim de ganhar o respeito ea atenção de seus companheiros. Líderes apresentam forte confiança na capacidade dos outros membros do grupo para responder às expectativas do trabalho.




2. Modéstia: Um líder exerce liderança quase inconscientemente, sem dar importância para o conjunto principal conceito. Líderes não mostrar como líderes ... eles ato como líderes. Líderes manter o ambiente participativo do grupo, e sempre fazer o seu trabalho com a idéia de participar de um projeto coletivo. Grupo e coletivo são palavras-chave para os líderes. A idéia dos líderes isolado é uma falácia detestável. Qualquer pessoa nomeada para um cargo gerencial adquire o poder para comandar e impor a obediência, por força da autoridade de sua posição. No entanto, os líderes não impor a obediência ... eles ganham é. Modéstia mantém o líder de exercer a liderança falsos provenientes de autoridade de posição. A verdadeira liderança não é associado com as posições de autoridade (mas, obviamente, o inverso tem que ser verdadeira se a organização está a suceder).

3. Auto-confiança: Líderes se conhecem e apresentam um domínio completo sobre seu comportamento. Além disso, os líderes sabem que as tarefas estão ao seu alcance, e não definir metas irrealistas. Desta forma, os líderes sabem que as suas virtudes e limites, e não escondê-las. A auto-confiança dá a força para ser persistente para atingir a missão e visão. Lembre-se que a maior parte das vezes, a liderança implica desafiar a ordem estabelecida, a status quo. Portanto, a auto-confiança é vital para o sucesso.

4. Iniciativa: Os líderes são pró-activa e não reactiva. Eu tinha um gerente que só esperou e agiu depois de receber ordens de seus superiores, seguindo estritamente o chefe (freqüentemente errado) "orientações. Não só este comportamento é ineficiente para o negócio, mas prejudica a modelagem de papel- aspecto da liderança. Os trabalhadores e os colegas tendem a se identificar com os valores de seus superiores, e nenhuma empresa quer esse tipo de atitude passiva para ser aprendida por seus trabalhadores.

5. Criatividade: Um verdadeiro líder está sempre procurando maneiras de desenvolver sua criatividade ao máximo. Aqui, o visão do líder é muito importante. Os líderes proeminentes articular:

um quadro de trabalho congruente com os valores dos outros membros do grupo,
maneiras eficientes e eficazes para completar a tarefa,
e as formas de combinar o sub-actividades com os interesses dos membros e da experiência.
6. Paixão: Nunca pára de aprender O líder, e apresenta um elevado nível de consciência. as ações dos líderes sinal o caminho para seus companheiros. Líderes assumir a responsabilidade por cada uma das suas escolhas e decisões sem culpar os outros ou procurando desculpas esfarrapadas. Líderes apresentam uma paixão pelo seu trabalho, e são fiéis às suas crenças e visões. Envolvem-se em excelente comportamento e fazer excelente auto-sacrifício do interesse do seu grupo, se necessário.

Resumindo estes 6 atributos que irão recorrer à obra de Warren Bennis, Em Tornar-se um Líder, que distingue claramente entre os gestores (a posição típica de autoridade, mas não necessariamente ocupado por um líder) e verdadeiros líderes:

Gerentes administram, os líderes inovar
Gerentes perguntar como e quando, os líderes perguntar o quê e porquê
Gerentes foco em sistemas, líderes de foco nas pessoas
Gerentes fazer as coisas certas, os líderes fazem as coisas certas
Os gerentes manter, desenvolver líderes
Os gerentes dependem de controle, os líderes inspiram confiança
Os gerentes têm uma perspectiva de curto prazo, os líderes têm uma perspectiva de longo prazo
Gerentes aceitar o status quo, os líderes desafiam o status quo
Os gerentes têm um olho na linha de fundo, os líderes têm um olho no horizonte
Gerentes imitar, os líderes são originários
Gerentes emular o clássico bom soldado, os líderes são a sua própria pessoa
cópia gerentes, líderes de mostrar a originalidade
7. SimbolismoPara mim, esta é a característica mais importante, quais os projectos e resume todos os outros atributos. O líder é um símbolo. Este é o atributo aglomerativo de líderes. Embora os líderes são orientados para o seu trabalho (e não a sua auto-exaltação), eles são um símbolo do grupo, Que podem facilmente dizer que eles são um símbolo da sua empresa. Desta forma, os líderes constituem uma externa (e interna!) A representação de seu negócio. E como eu quero o melhor representação e os melhores resultados para minha empresa, eu gosto de aceitar e trabalhar com os líderes. Verdadeiro líderes.







-------------------------------

texto original em inglês:

When I have to hire someone for any position in my company, I always pay close attention to the below discussed 7 attributes, because I always strive to hire people with leadership traits (even when the job is not a key managerial position.) I always want the best people, no matter the size, complexity or responsibility of the job. I know that, as time goes by, groups of workers with leadership traits perform and coordinate a lot better than simple people. And the today new assistant may hopefully become a very important director in a few years.

Furthermore, I prefer the democratic (also referred to as participative) leadership style: in this case, the leader offers guidance to the group, but also participates in the group, and promotes feedback from other members. Note that this style is not inconsistent with the view of everyone in a group acting as a leader! The democratic style is also suitable for the modern dynamic environments because it allows dealing with fast-changing circumstances. Other styles, such as authoritarian or delegative leaderships, are very harmful and obsolete.



Concretely, these are the 7 attributes I expect my employees to have:

1. Solidarity: A leader breathes through her group. A true leader knows how to work in groups, and should try to understand the problems of other workers. In sound groups, solidarity among members is a symmetrical relation. Solidarity is the first step a leader should take in order to gain the respect and attention of her teammates. Leaders exhibit strong confidence in the ability of the other members of the group to meet the work’s expectations.




2. Modesty: A leader exerts leadership almost unconsciously, without giving importance to the whole leading concept. Leaders don’t show as leaders… they act as leaders. Leaders keep the participative environment of the group, and always do their work with the idea of participating in a collective project. Group and collective are keywords for leaders. The idea of isolated leaders is an obnoxious fallacy. Any person appointed to a managerial position acquires the power to command and enforce obedience by virtue of the authority of her position. Nevertheless, leaders don’t enforce obedience… they gain it. Modesty keeps the leader from exerting the fake leadership coming from authority of position. The true leadership is NOT associated with positions of authority (but obviously the converse has to be true if the organization is to succeed.)

3. Self-confidence: Leaders know themselves, and exhibit a complete domain over their behavior. Moreover, leaders know which tasks are at their reach, and don’t set unrealistic goals. This way, leaders know what their virtues and limits are, and they don’t hide them. Self-confidence gives the force to be persistent to attain the task and vision. Remember that more often than not, leadership implies defying the established order, the status quo. Therefore, self-confidence is vital to success.

4. Initiative: Leaders are proactive, not reactive. I had a manager that only waited and acted upon receiving orders from his superiors, strictly following the (frequently wrong) boss’ guidelines. Not only this behavior is inefficient for the business, but it harms the role-modeling aspect of leaders. Workers and teammates tend to identify with the values of their superiors, and no company wants this kind of passive attitude to be learned by its workers.

5. Creativity: A true leader is always looking for ways to develop her creativity to its maximum. Here, the vision of the leader is very important. Outstanding leaders articulate:

a working framework congruent with the values of the other members of the group,
efficient and effective ways to completing the assigned task,
and ways to match the sub-activities with the members’ interests and experience.


6. Passion: The leader never stops learning, and displays a high level of consciousness. Leaders’ actions signal the way for their teammates. Leaders take responsibility for each of their choices and decisions without blaming others or looking for lame excuses. Leaders exhibit a passion for their work, and are faithful to their visions and beliefs. They engage in excellent behavior and make outstanding self-sacrifices in the interest of their group, if necessary.

Summarizing these 6 attributes, we will recur to the masterpiece by Warren Bennis, On Becoming a Leader, which clearly distinguishes between managers (a typical position of authority, but not necessarily occupied by a leader) and real leaders:

Managers administer, leaders innovate
Managers ask how and when, leaders ask what and why
Managers focus on systems, leaders focus on people
Managers do things right, leaders do the right things
Managers maintain, leaders develop
Managers rely on control, leaders inspire trust
Managers have a short-term perspective, leaders have a longer-term perspective
Managers accept the status-quo, leaders challenge the status-quo
Managers have an eye on the bottom line, leaders have an eye on the horizon
Managers imitate, leaders originate
Managers emulate the classic good soldier, leaders are their own person
Managers copy, leaders show originality


7. Symbolism: For me, this is the most important trait, which projects and summarizes all the other attributes. The leader is a symbol. This is the agglomerative attribute of leaders. Albeit leaders are oriented to their work (and not to their self-exaltation), they are a symbol of the group, which may easily mean that they are a symbol of your company. This way, leaders constitute an external (and internal!) representation of your business. And, as I want the best representation, and the best results for my company, I like to accept and work with leaders. True leaders.